quarta-feira, 21 de março de 2012

Poema inútil 3






No mesmo espaço,
 dois apartamentos:
o dele é penumbra,
o dela iluminado
Futebol versos poesia:
algazarra de homem,
perfume de mulher
Em um computador números,
no outro palavras e blogs
O dele sabe, ela não conhece
Na pasta e no vinho
os dois apartamentos se reúnem,
juntando os moradores

5 comentários:

  1. Amar respeitando as diferenças e somando os prazeres...bonito!
    Um abraço

    ResponderExcluir


  2. Paso a saludarte para hacerte participe del entusiasmo que me invade el corazón durante estos días. En la tierra que me ha visto nacer, crecer y desarrollarme como persona...¡¡Asturias!!

    Cuando pasen las fiestas y regrese a mi habitual paisaje afortunado canario, volveré a abrazar la calidez de las letras, para seguir derramando los sentimientos archivados en aras del pensamiento.

    Te dejo…

    El sabor de un viejo abrazo

    y un beso sin rubor.

    María del Carmen


    ResponderExcluir
  3. Muito lindo o poema.

    Uma boa semana, gostaria de informar que meu blog Sei que Deus existe foi excluído sem eu saber porque, estou fazendo um blog novo e gostaria de convida-la para conhecer, já te sigo com meu perfil, não alterou nada nesta parte, obrigada.

    http://www.blogueirosquepensam.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Cara Eliane. Não é um poema, é uma certificação. Concreto, com toda a poesia do encontro de tijolos e argamassas; mas, não é isso que procuramos?
    É um poema de construção "civil".
    Um abraço,... quase dispneico.

    ResponderExcluir